Primeiros passos FRDM-K64F com mBed – Parte 1

Primeiros passos FRDM-K64F com mBed – Parte 1

Para quem ainda não conhece, mBed compreende toda uma plataforma de desenvolvimento voltada para microcontroladores ARM das famílias Cortex-M, fornecendo um sistema operacional (RTOS), serviços na nuvem, ferramentas e ecossistema de desenvolvimento para facilitar a criação de soluções embarcadas voltadas à Internet das Coisas.

Selo Arm mbed

Dessa forma, é possível desenvolver código em uma IDE online, utilizando e compartilhando códigos e bibliotecas com a comunidade de desenvolvedores associados. Todavia, para fazer uso das facilidades oferecidas pelo mBed, é preciso que o hardware de desenvolvimento seja compatível.

Nem todos os kits de desenvolvimento são compatíveis, e para saber quais são compatíveis basta procurar pelo kit na página de plataformas compatíveis mBed.

Na loja FILIPEFLOP as placas Freescale Freedom FRDM-K64F, Freescale Freedom FRDM-KL25Z e Freescale Freedom FRDM-K05Z são compatíveis com mBed, e neste post iremos abordar o preparo da FRDM-K64F para mBed.

Freescale FRDM-K64F com mBed

Para garantir que a placa funcione devidamente com o mBed, é preciso gravar o bootloader da plataforma para que a placa se comporte da maneira necessária. Em outras palavras, quando conectada via USB do bootloader mBed, a placa irá se passar por um “pendrive” chamado MBED, em que bastará você arrastar o programa gravado pela IDE online do mBed para que o mesmo comece a funcionar!

Vale lembrar que a FRDM-K64F possui 2 conectores microUSB, e o conector a ser usado é o indicado pela figura abaixo (CMISIS-DAP USB), que corresponde ao conector do debugger embutido na placa. O outro conector é para interface direta com o microcontrolador, e não será usado no presente momento.

K64F - Detalhes

Uma observação MUITO importante

Aviso de Extrema Importância: Windows 8, Windows 8.1 e Windows 10 possuem um mecanismo de indexação automática de mídias removíveis (tais como pendrives e HDs externos), que no caso das placas mBed é capaz de corromper o bootloader do gravador assim que a placa é conectada via USB! Dessa forma, é preciso desativar o registro “DisableRemovableDriveIndexing” do sistema.

Todavia, de maneira resumida (veja por completo neste link), use o utilitário do Windows regedit para acessar o seguinte caminho de registro: “HKEY_LOCAL_MACHINE\SOFTWARE\Policies\Microsoft\Windows“.

Neste caminho, abra a chave “DisabeRemovableDriveIndexing”, assim como mostrado na janela abaixo.

Regedit W10

Diretório do registro via RegEdit.

Com a chave aberta, coloque no campo Value Data o valor numérico 1. Clique em OK.

Regedit Dword

Valor 1 associado ao registro – Desativa a indexação!

Após isso, é seguro  conectar o bootloader da K64F via USB no computador com Windows 8 ou superior! Agora sim podemos avançar no assunto FRDM-K64F com mBed…

Gravando o bootloader mBed

Para gravar o bootloader mBed, o primeiro passo é baixar o binário correspondente, o que pode ser feito clicando neste link: 0226_k20dx128_k64f_0x5000.bin.

Agora, é preciso colocar a FRDM-K64F em modo de gravação de bootloader. Para isso, devemos primeiro apertar o botão de reset da K64F e depois plugar a USB do bootloader na USB no computador, usando o cabo microUSB apropriado. Ou seja, você irá ligar a placa via USB com o botão de reset pressionado.

K64F - Conectores

Se você tiver feito na ordem certa, o LED verde localizado próximo ao chip bootloader irá ficar piscando a cada segundo, e seu Windows irá identificar um novo dispositivo removível chamado BOOTLOADER. Agora você já pode soltar o botão de reset ;-)

K64F Downloads

Carregando bootloader mBed na K64F.

Agora, tão fácil quanto possível, basta arrastar o binário baixado anteriormente, que corresponde ao bootloader mBed, para esta unidade chamada BOOTLOADER. Assim que o binário for transferido, automaticamente será iniciado o processo de atualização do bootloader da placa para o mBed. Se a operação for realizada com sucesso, o LED verde ficará piscando muito mais rapidamente.

Aguarde uns 10 segundos (regra minha :) ), desplugue o USB da FRDM-K64F e reconecte. Você verá que agora o Windows irá reconhecer a placa como um dispositivo removível chamado MBED.

Drive removível

Agora está tudo pronto para criar a sua conta de desenvolvedor no mBed e criar seu primeiro programa.

Gravando um HelloWorld mBed

O mBed fornece um binário de exemplo para a FRDM-K64F, o famoso “Hello World”, que pode ser usado para verificar se a placa está sendo devidamente gravada pelo mecanismo de Bootloader mBed. Para testar, baixe neste link o HelloWorld_K64F.bin  e arraste o binário baixado para o “dispositivo removível” MBED, que apareceu no passo anterior.

Terminado o processo de cópia, aperte o botão de Reset da FRDM-K64F para que o programa seja carregado na memória Flash do microcontrolador. Tão logo o programa seja carregado, o LED1 (vermelho) irá começar a piscar, indicando que o programa foi gravado normalmente, pois é isso que o HelloWorld_K64F faz (ou seja, irá ficar piscando o LED1).

Quando um programa está gravado na memória do microcontrolador K64F, mesmo que você faça o reset da placa, ou desligue e ligue novamente, ele irá funcionar de imediato. Pode conferir, e verá que o pisca-LED do LED1 irá operar nessas situações.

O que mais pode ser feito na FRDM-K64F com mBed?

Para você desenvolver códigos e aplicações para a sua FRDM-K64F com mBed, é preciso ter uma conta no mBed e configurar algumas definições a mais, o que será detalhado em etapas num próximo artigo.

E não para por aí a “transformação” que o bootloader mBed faz na FRDM-K64F. Além de transformar a placa em um mini-dispositivo removível, ele também permite a criação de canais de comunicação Serial para interface entre o microcontrolador e o computador, característica esta que será apresentada em artigos futuros sobre a FRDM-K64F com mBed.

Veja que o computador (no meu caso, com Windows 10) reconhece a FRDM-K64F como um dispositivo MBED, quando conectada via USB pelo conector do bootloader.

Dispositivo mBed

MBED no Gerenciador de Dispositivos do Windows.

Gostou desse post sobre FRDM-K64F com mBed? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo), comente e visite nossa loja FILIPEFLOP!

2
Primeiros passos FRDM-K64F com mBed – Parte 1
6 votos, 3.67 classificação média (73% pontuação)

Graduado em Engenharia de Computação com ênfase em Sistemas Embarcados pela USP, campus São Carlos, possui MBA em gestão de TI pela UNIFRAN e Mestrado em Ciências pela EESC-USP. Atua como Analista de Tecnologia para Sistemas Embarcados na Padtec S/A, sendo também professor de pós-graduação e instrutor de cursos na área de sistemas embarcados. Como hobby, gosta de programar tudo que pode ser programado, escovando bits sempre ao lado de um bom café. Gosta de compartilhar seu conhecimento por meio de palestras, e publicando artigos como colaborador dos sites FILIPEFLOP e Embarcados.

Compartilhe este Post

2 Comentários

  1. rafael dias - 12 de novembro de 2016

    Opa!
    Faltou colocar que, se vc estiver em uma máquina windows e a serial não aparecer, vc deve instalar um driver para a placa que está a utilizar.
    Pode baixá-lo neste link: https://developer.mbed.org/handbook/Windows-serial-configuration

Deixe uma resposta