Primeiros passos com Intel Galileo Gen 2

Primeiros passos com Intel Galileo Gen 2

A placa Intel Galileo Gen 2 é um projeto que une a simplicidade do Arduino com a reconhecida performance e qualidade dos processadores Intel. O resultado disso é uma placa compatível com shields e sensores usados no Arduino, mas que também pode ser utilizada com os sistemas operacionais mais comuns, criando um ambiente de integração entre esses dois mundos. 

Intel Galileo Gen 2

Assim o usuário pode, com a programação adequada, instalar uma distribuição Linux , Windows ou até mesmo o Mac OS X e fazer com que o sistema operacional utilize as funções do Arduino para se comunicar com o mundo externo.

Apesar de todo o poder da Intel Galileo Gen 2, ela é indicada tanto para iniciantes como para usuários avançados e aqui vamos mostrar um pequeno tutorial de como dar os primeiros passos com a Intel Galileo Gen 2.

Características da placa Intel Galileo Gen 2

A Intel Galileo Gen 2 é uma placa compatível com uma grande variedade de shiels e módulos utilizados com Arduino Uno R3. No lado direito da placa, temos a disposição dos conectores com as saídas digitais, analógicas, tensão, etc, iguais às do Arduino Uno. É ali que podemos encaixar shields, utilizar sensores e outros componentes compatíveis.

Temos também uma porta Ethernet, portas USB Client e USB Host, slot para cartão microSD, conector de força e conector FTDI. O botão Reboot reinicia a placa inteira e o botão Reset reinicia apenas o programa do Arduino que estiver rodando no momento.

Intel Galileo - Conexões

A placa também pode ser alimentada por meio do cabo de rede (Ethernet), utilizando a tecnologia POE (Power Over Ethernet), mas esse recurso requer um hardware adicional.

Principais especificações técnicas:

  • Processador Intel® Quark SoC X1000 de 400 Mhz (32 bits – núcleo único)
  • 512 KB de SRAM
  • Memória DRAM de 256 MB, DDR3
  • Bootloader : 8 MB
  • Porta Ethernet 10/100
  • EEPROM : 8 KB
  • SD Card : até 32 GB
  • Compatível com USB 2.0
  • Alimentação : 7 à 15 V

Alimentação e conexão da placa Galileo

A Intel Galileo Gen 2 vem com uma fonte de alimentação que fornece 12V e 1,5 A. A conexão ao computador é feita por meio de um cabo USB com conector mini-usb , que deve ser ligado ao conector USB-Client da Galileo.

Conexão USB Galileo Gen 2

Para enviar os programas para a Galileo, usamos uma IDE modificada, que pode ser baixada nesse link. Na página de downloads, escolha a versão do sistema operacional do seu computador abaixo de “Arduino Software 1.6.0 – Intel 1.0.4″. 

Após o download, você terá o mesmo ambiente de programação que já usa para as placas Arduino, mas agora com a possibilidade de escolher também a placa Intel Galileo:

IDE - Galileo

Nessa pasta que contém a IDE modificada você também vai encontrar os drivers (em <caminho>\arduino-1.6.0+Intel\drivers) para instalação da placa no Windows, que será identificada no painel de controle e no gerenciador de dispositivos como Galileo, e será relacionada à uma porta serial (COM), conforme destacado abaixo:

Instalação drivers Galileo

Finalizada a instalação dos drivers, faça um teste básico de funcionamento carregando o exemplo BLINK, no menu Arquivo => Exemplos => Basics => Blink

IDE Exemplo Blink

Esse é um dos programas mais comuns do Arduino e faz com que o led ligado à porta 13 do Arduino comece a piscar em intervalos de 1 segundo. Na Intel Galileo Gen 2, esse led fica ao lado do conector USB Host.

Galileo_gen2_LED

No próximo artigo falaremos um pouco mais sobre a utilização da Intel Galileo Gen 2.

Gostou? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo) e visite nossa loja FILIPEFLOP!

4
Primeiros passos com Intel Galileo Gen 2
33 votos, 4.76 classificação média (95% pontuação)

Formado em Ciência da Computação pela Universidade de Mogi das Cruzes, atualmente responsável pelo departamento técnico da FILIPEFLOP.

Compartilhe este Post

16 Comentários

  1. LUIZ CYPRIANO - 10 de junho de 2016

    BOM DIA!!! ALGUMA PREVISÃO DE OUTROS ARTIGOS SOBRE O GALILEO? GOSTARIA DE RECEBER SE POSSÍVEL ALGUNS PROJETOS COM O GALILEU ESTOU UM POUCO DESILUDIDO COM O GALILEU COM A FALTA DE PROJETOS PARECE QUE NÃO FOI BEM ACEITO PELA COMUNIDADE DO ARDUINO

  2. Alex Duarte Pedro - 10 de junho de 2016

    O intel galileo Gen2 e como a primeira versão. Não podendo ligar apenas pelo cabo usb? Para seu uso sera necessário a utilização da fonte de alimentação+usb?

    Parabens pelo material.

    Abraço

  3. Rodrigo Guimarães - 20 de dezembro de 2015

    Tem como fazer bibliotecas, a priore incompatíveis, funcionar para o Intel Galileo? Pois ele possui apenas estas bibliotecas compatíveis: SPI, EEPROM, UART, GPIO, Wi-Fi, Servo, USB Host; mas precisando da Stepper, por exemplo, não funciona…
    Obrigado, desde já

  4. LUIZ CYPRIANO - 29 de setembro de 2015

    BOA NOITE ALGUMA PREVISÃO DE OUTROS ARTIGOS SOBRE O GALILEO?

  5. Mayra Marques - 27 de agosto de 2015

    A Intel Galileo Gen 2 é compatível com as versões mais recentes da do programa (IDE) do arduíno?

  6. Isaac Bruno - 17 de abril de 2015

    Gostei! Mas, a linguagem utilizada no Galileo é a mesma utilizada no arduino Uno, por exemplo?

  7. Rômulo Pereira de Almeida - 24 de março de 2015

    Muito bom o artigo, consegui várias informações úteis aqui, você saberia informar algum tutorial par a instalar um SO nele?(windows ou linux na Gen 2)

  8. Victor Hugo - 24 de março de 2015

    Artigo muito bom. Uma rápida e enxuta introdução . Parabéns !

  9. carlos alberto - 23 de março de 2015

    Muito bom o artigo. Parabens!

  10. Celso - 23 de março de 2015

    Gostei muito do artigo, espero que vocês publiquem mais artigos, parabéns!

Deixe uma resposta