Monte um videogame usando Lakka com Raspberry Pi

Monte um videogame usando Lakka com Raspberry Pi

Você que já conheceu o Retropie, agora tem mais uma opção para montar o seu videogame. Vamos mostrar como fazer isso usando Lakka com Raspberry Pi, para você se divertir como a gente aqui na FILIPEFLOP:

Equipe FILIPEFLOP jogando

Você vai ver que a instalação do Lakka é bem simples, e em pouco tempo você pode começar a jogar. Na nossa configuração, usamos um Raspberry Pi 3 e dois Controles Super Nintendo SNES USB (abaixo), e você pode montar o seu adquirindo um Kit Raspberry Pi Start e adicionando os dois controles SNES, já que o kit vem com tudo o que você precisa: Raspberry Pi, case, cartão de memória, cabo e fonte.

Videogame Lakka FILIPEFLOP

 

O que é o Lakka

O Lakka é um projeto inspirado no RetroPie e PiMAME, que combina um ambiente linux dedicado rodando um emulador de games. A vantagem do Lakka é que ele roda nos mais variados tipos de hardware, como Raspberry Pi, computadores pessoais (PC´s), Banana Pi, Cubieboard, Cubietruck, Odroid e outras placas. Nele você pode utilizar jogos do Atari, MSX, Super Nintendo, Nintendo 64, Nintendo DS, Odissey, Playstation e muitos outros.

Super Mario World

O Lakka usa como base o OpenELEC, e é customizado para rodar o RetroArch com o mínimo de pacotes do sistema operacional, ou seja, o Linux fica livre para usar toda a capacidade do hardware para rodar o emulador e garantir a melhor experiência de jogo para o usuário.

Essa redução de pacotes também influi no tamanho do cartão SD que você precisa para rodar o jogo em um Raspberry Pi, por exemplo, já que a imagem descompactada tem pouco mais de 500MB, podendo ser instalada em cartões menores, de 1GB ou 2GB, tranquilamente.

Download e instalação do Lakka com Raspberry Pi

Instale o Lakka acessando o site oficial do projeto. Na tela principal, clique em Get Lakka e na tela seguinte leia atentamente o aviso sobre eventuais bugs e incompatibilidades, já que o Lakka é um sistema ainda em desenvolvimento. Clique novamente em Get Lakka e você será direcionado para a tela de escolha do sistema operacional que você está usando. Isso vai ajudar no processo de escolha da imagem e gravação no cartão SD:

Escolha do SO

Após a escolha do SO, clique em Download Lakka. No caso, escolhemos instalar no Raspberry Pi 3:

Botão Download Lakka

Agora você tem um arquivo compactado contendo a imagem do Lakka para o Raspberry Pi, bastando utilizar o programa de sua preferência para gravar a imagem no cartão SD.

No nosso caso, estamos usando Windows com o programa Win32 Disk Imager (download). Escolha a pasta onde você gravou o arquivo de imagem, no lado direito selecione o drive do cartão SD e clique em Write para gravar a imagem no cartão.

Win32 Disk Imager

Finalizada a gravação, coloque o cartão SD no Raspberry Pi e conecte a fonte de alimentação. A instalação do Lakka é feita automaticamente e o processo é bem rápido. Em poucos minutos você terá acesso à tela principal do Lakka com Raspberry Pi:

Lakka com Raspberry Pi

Nessa tela você tem acesso a todas as configurações do sistema, como configurações de vídeo, áudio, teclado e controles do emulador. No Lakka, você pode configurar até 5 controles como o Controle Super Nintendo SNES USB, ou seja, 5 pessoas podem jogar ao mesmo tempo (desde que isso seja suportado pelo jogo, claro).

Instalação das ROMs

O Lakka não vem com nenhum jogo instalado, e você pode baixar a ROM usando o site de sua preferência. Coloque os jogos na pasta roms do Lakka, como fizemos no exemplo abaixo, com jogos do Super Nintendo, Nintendo 64 e Atari:

Pasta ROMs LakkaVocê pode tanto copiar as ROMs para a pasta (usando conexão de rede, já que a conexão wifi ainda não funciona no Lakka), como acessar os jogos diretamente de um pendrive, por exemplo. Neste caso, conecte o pendrive no Raspberry Pi e escolha a opção Import Content na tela principal do Lakka para procurar os arquivos de jogos no pendrive.

Maiores informações sobre o hardware suportado, configurações do sistema, tipo de rom que você pode usar e dicas de uso você encontra no site oficial do Lakka.

Gostou do Lakka com Raspberry Pi? Ajude-nos a melhorar o blog atribuindo uma nota a este tutorial (estrelas no final do artigo), comente e visite nossa loja FILIPEFLOP!

1
Monte um videogame usando Lakka com Raspberry Pi
14 votos, 5.00 classificação média (100% pontuação)

Formado em Ciência da Computação pela Universidade de Mogi das Cruzes, atualmente responsável pelo departamento técnico da FILIPEFLOP.

Compartilhe este Post

9 Comentários

  1. Giovanni Comunello - 12 de maio de 2017

    Será que funciona no Raspberry Pi Zero W?

  2. Gustavo - 28 de abril de 2017

    Olá amigos.

    Na opinião especializada de vocês, seria melhor usar o LAKKA ao Retropie? A variedade de jogos é a mesma?

    Obrigado.

  3. Gustavo - 23 de março de 2017

    Lakka é uma boa alternativa ao Retropie, já que suporta outros sistemas e não só o Raspberry. Fiz os testes em uma Cubbieboard 2 e funcionou. Em um primeiro momento estou enfrentando um pouco de problema pra configurar os botões no joystick e teclado, e o áudio não está funcionando. Vou brincar mais um pouco e ver se resolvo, mas no mais está rodando muito bem.

  4. Jhonathan Santos - 15 de março de 2017

    Muito bacana equipe Filipeflop.

    Meu Lakka está sem som via HDMI e P2, na verdade instalei via Noobs, 4 OS’s.

    Lakka – Sem Som
    Raspibian – Som OK
    OSMC – Som OK
    Recallbox – Sem Som nos emuladores / Som OK no Kodi.

    Alguma sugestão?
    Já forcei a saida no config.txt mas não rolou..

    Parabéns pelo trabalho!

    • Adilson Thomsen - 17 de março de 2017

      Boa tarde Jhonathan,

      Aqui o som funcionou diretamente via HDMI, sem alteração no config.txt… mas baixamos a imagem do Lakka conforme o post, sem fazer o download pelo noobs.

      Abraço e obrigado!

      Adilson – Equipe FILIPEFLOP

  5. brunolinuxf1 - 14 de março de 2017

    Testei o Lakka no Raspberry Pi 3 e a Wifi está funcionando no sistema! Ele aparece na rede do Windows como LAKKA.

  6. brunolinuxf1 - 14 de março de 2017

    Muito bom! Não conhecia o Lakka, gostei demais da opção de rodar em cartões com 2GB.

Deixe uma resposta